O interior e suas particularidades

     Férias para mim é sinônimo de pelo menos uns quinze dias passados no interior. Parte deles em Socorro, onde mora metade da minha família, e parte em Assis, onde mora a outra metade (e dessa vez ainda adicionei Casa Branca no meu roteiro). Apesar de cada cidade de interior ter suas características, a maioria é bem parecida.
      O dia começa cedo: a maior parte das pessoas levanta junto com o sol e onze horas já é hora de almoçar… e que almoço! Almoço pra mim no interior é sempre na casa dos meus avós, e vó sempre cozinha muito bem. A minha, especialmente a de Assis, faz uma comida muito boa e em quantidades enormes…e fica chateada se não comemos muito. Depois de comer, o cochilo na rede é quase lei. E o jantar aqui tam bém é servido cedo: sete e meia é o limite.  
     O clima do interior é algo que definitivamente não me agrada: calor absurdo, não venta, não chove. Banho de água fria não é suficiente. Parece que essa atmosfera contagia as pessoas, e todo mundo fica mais calmo, sem pressa para nada. E essa falta de pressa é facilmente notada nas ruas, onde os carros mais rápidos são aqueles que andam a 30 quilômetros por hora. Além de lentos, os carros por aqui não respeitam a sinalização: não ligam para de quem é a preferência na rua, ignoram as setas e te fecham sem a menor cerimônia. Pelo menos os carros são poucos, já que pode-se ir a pé a quase todos os lugares.
     Falando nisso, andar na rua pelo interior é algo que eu acho bem engraçado: todo mundo se conhece, todo mundo se cumprimenta. Isso é bem legal, claro, mas tem o lado ruim de todo mundo saber tudo que acontece na vida do outro. Um conta pro outro, que conta pro amigo, que conta pro vizinho, que conta pra prima…não dá pra fazer nada em segredo.
     A noite no interior é uma das coisas mais impressionantes para quem veio da “cidade grande”. Quando o sol começa a se pôr, as pessoas colocam suas cadeiras na calçada e ficam lá conversando. Risco de assalto é algo totalmente fora de cogitação por aqui. Para quem não gosta de ficar em casa, sair para beber no interior também é uma boa pedida, já que os preços são pelo menos metade do que é em São Paulo e não precisamos nos preocupar se o metrô vai estar aberto para voltarmos para casa. Só vejo problema na hora de dormir: faz muito calor e não podemos abrir a janela senão a casa enche de pernilongos e outros insetos chatinhos.
     Eu gosto de observar como as coisas aqui são previsíveis. A maioria das pessoas segue uma rotina certa: trabalha cedo, almoça, trabalha mais, janta, dorme, vai à Igreja, vai à missa, conversa com os vizinhos, sai pra caminhar pela rua, reúne a família para o almoço no domingo. A vida é tao calma… as pessoas não se deixam abalar pelas preocupações e não se irritam facilmente. E apesar de eu ser apaixonada por São Paulo e não trocar minha vida na metrópole por nada, eu adoraria ter um poquinho dessa “paz do interior” comigo sempre.

3 Respostas so far »

  1. 1

    Danilo said,

    O interior é demais. A calma, o calor, o sotaque e a bebida barata!
    Bjos Má

  2. 2

    Paulo said,

    É muito bom ir pro interior! Realmente, o ritmo é diferente e acaba contagiando!
    Olhar pra cima, de noite, e conseguir ver algo, além do cinza habitual, é outra coisa maravilhosa do interior!
    bjooo, Maa!=)

  3. 3

    Giovana said,

    A parte da comida em enorme quantidade é verdade… kkk E você pode adorar um tipo de carne, mas se naquele dia você não tá muito a fim, você tem que escutar um carinhoso “Mas você não gosta de carne?”.. rs.. beijos


Comment RSS · TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: